sexta-feira, fevereiro 13, 2009

Abolição: uma Conquista Protestante - parte 1

A maioria dos crentes, tem uma grande tendência a esquecer o passado. Em parte isto é compreensível, pela sensação de que termos uma nova vida. Esquecer o vazio, a angústia da incerteza de vida eterna com Deus. Não obstante, devemos sempre lembrar o que éramos, e o como hoje somos. Pela misericórdia de Deus fomos libertos e somente pela sua graça somos o que somos.

Deus criou o homem para ser livre. Esta é a razão do anseio de liberdade; a qual foi interrompida quando o homem deixou-se aprisionar pelo pecado. (Rm 6.4). Perder a liberdade, não implica ser encarcerado. Adão continuou livre fisicamente depois do seu erro. Mas, pressionado pela sua consciência, preferiu se esconder. Achou-se impedido de usufruir da liberdade que tinha com Deus. Perdeu a comunhão. A falta de liberdade espiritual, nos tira a paz, muito mais que a detenção física. Paulo e Silas estavam presos, mas, tranquilos, cantavam (At 16.19).

Jesus conhecedor da ansiedade do homem pela liberdade, pregou: "Se o filho do homem vos libertar, verdadeirametne sereis livres". Embora a prioridade desta mensagem seja espiritual; naqueles dias os judeus viviam oprimidos pela escravidão imposta pelos romanos, que dominavam a Judéia.
A principal proposta do Evangelho de Cristo é libertar o homem da escravidão! Um dos maiores constrangimentos dos cristãos do mundo contemporâneo, era ver o ser humano escravizado, também fisicamente.

A abolição da escravatura, foi uma conquista protestante. Poucas pessoas sabem, mas, foram os protestantes que conseguiram essa vitória. Lutando contra as forças políticas e econômicas daquela época. Isso não é relatado nos livros didáticos. Os feitos dos evangélicos mencionados nos livros de história, são limitados à Reforma protestante e, muitas narrativas resumidas, são anuladas pelo conteúdo da Contra-reforma. "Abolição: Uma vitória protestante", será o nosso tema para uma sequência de postagens. Vamos fazer disso a nossa "novela". A Globo não conta isso, mas com a graça de Deus vamos globalizar estes fatos, louvando a Deus com as palavras do salmista, "Grandes coisas fez o Senhor por nós, por isso estamos alegres". ( Sl 126.3)

Abolição: Uma vitória protestante!
Capitulo I.

No dia 18 de Fevereiro, os cristãos da Grã-Bretanha, Estados Unidos e Canadá, realizarão um grande culto em ação de graças em comemoração pela abolição da escravatura. Neste dia entoarão em suas igrejas o hino Amazing Grace (Maravilhosa Graça) de autoria do pastor John Newton (foto-1725/1807). Nos Estados Unidos e Inglaterra, esse dia é consagrado como o Amazing Grace Sunday.

Vivemos os dias maus, em que os homens procuram impor um outro modo de vida. Atores, filósofos liberais, Ateus, propagam ser a religião, o maior mal da humanidade. Dá para entender o porquê dos livros não dizerem nada sobre os grandes feitos conquistados pelo protestantismo. Para eles é importante omitir essa coisas.

A abolição da escravatura, é um dos mais importantes capitulos da história da humanidade. Ela não é de autoria dos humanistas ou dos Iluministas. Foi uma página da história escrita por nossos irmãos dos séculos XVIII e XIX e você precisa saber disso, para glorificar a Deus e dizer mais uma vez: Vale a pena ser CRENTE! Foram os crentes da Inglaterra liderados por John Newton e Wilberforce os responsáveis por essa grande proeza.

Em homenagem à data, a Aliança Evangélica Mundial, associada à Walden-media; lançou em 2007, o filme Amazing Grace- A história de Wilberforce - um jovem parlamentar britânico, sobre a abolição. É linda essa história. Vamos acompanhar e comentar.

(No próximo capítulo, Wilberforce, evangelizado pelo pastor John, quer deixar o parlamento inglês, para pregar o evangelho...)



Um comentário:

Todos os comentários serão lidos. Pode-se concordar ou discordar neles, mas sempre com respeito. Todos esses serão publicados.